PolôniaVarsóviaViajar sem sair de casa

O Zoológico de Varsóvia

Zoológico de Varsóvia

Acredito que você já deve ter ouvido falar no livro ou no filme adaptado “O Zoológico de Varsóvia“. Se ainda não ouviu, continue lendo o texto, pois vou te contar sobre a história do Zoo, assim como a importância da família Zabinski para a população judaica na cidade polonesa. Jan Zabinski, juntamente com sua esposa ajudou a salvar centenas de judeus das mãos dos nazistas. Além disso, você vai ver como é uma visita ao famoso Zoo – ainda em funcionamento – na cidade de Varsóvia, na Polônia.

A história do Zoológico de Varsóvia

Antes de falar sobre a época que, tanto o filme quanto no livro de Diane Ackerman, abordam, vale trazer um histórico sobre o Zoo de Varsóvia. Por isso, continue lendo o texto.

Cartaz do filme estrelado por Jessica Chastain

O zoológico participa da história de Varsóvia há mais de 90 anos. No século 19, no entanto, passou boa parte com suas portas fechadas por inúmeras razões. Já no ano de 1926, Mieczysław Pągowski, um confeiteiro rico e grande amante de natureza, investiu seu próprio dinheiro em um novo zoológico Varsóvia. Este estabelecimento ficava na Rua Koszykowa.

Quase ao mesmo tempo, em junho de 1927, surgiu o Jardim Zoológico Municipal de Varsóvia, que ficava no Distrito de Praga e tinha 12 hectares. Esse é o Zoo que conhecemos e que existe até hoje. Com o crescimento e popularização do Zoo Municipal, o espaço de Mieczysław foi praticamente substituído. O confeiteiro até vendeu alguns animais para esse novo local.

Em 1929 Jan Zabinski assume a direção do Zoológico de Varsóvia e cria novas instalações, capacitando espaços para novas espécies. Até o início da Grande Guerra, o local era frequentado por locais e sua fama e importância vinham crescendo em Varsóvia.

A família Zabisnki e a Segunda Guerra Mundial

O ano era 1939 e como todos sabem, início da Segunda Grande Guerra. No início de setembro, o exército alemão ataca Varsóvia com bombardeios e nem o Jardim Zoológico fica a salvo das explosões e das atrocidades dos soldados da SS. Animais foram mortos a tiros, outros fugiram e alguns abatidos para servir de alimento. Por fim, as espécies mais valiosas foram retiradas e transportadas ao Reich alemão.

Embora a maioria dos habitantes animais do Zoo tenham perdido a vida, isso não significa que nada acontecia por lá, principalmente envolvendo a família Zabinski. Jan era um ativista da Resistência polonesa que, secretamente produzia explosivos, contrabandeava armas e até envenenava alimentos a serem servidos aos oficiais alemães.

Mas, seu maior feito, foi, sem dúvida alguma, o fato de que ele e sua esposa Antonina, salvaram a vida de centenas de judeus prestes a serem enviados ao Gueto Judaico e posteriormente, aos campos de concentração. Ainda utilizando a sua influência como diretor do Jardim Zoológico, Jan atravessou, não apenas comidas para dentro do gueto, como também, judeus, para fora dele.

Mesmo depois de Jan sofrer ferimentos, em um dos embates da Resistência contra o nazismo, em 1944, e de ser preso, Antonia e seu filho, Ryszard, continuaram ajudando a comunidade judaica. Por fim, em 1965, Jan e Antonia receberam o título de “Justos entre as nações”. O livro aborda então, essa época do Holocausto durante a Segunda Guerra e os atos heróicos dos Zabinski.

Como visitar o Zoológico de Varsóvia

De antemão, já deixo claro que esperava mais do Zoo de Varsóvia. Acredito que por ter lido o livro e assistido ao filme, eu já tinha uma certa expectativa e o lugar deixou um pouco a desejar. Conhecer o Zoo vale se você, assim como eu, quer ver de perto a casa da família Zabinski e ver de perto um local tão importante para a população judia polonesa. Então, se for pensando no contexto histórico, e se você tiver tempo sobrando na sua viagem pela cidade, vale sim, a visita.

A Casa da família ZAbinski (foto: divulgação)

Chegar ao Zoo é tranquilo. Eu fui a pé e para isso, basta atravessar o Rio Vístula por uma de suas pontes. Os portões do zoológico abrem às 9h diariamente, porém, dependendo da época do ano, o horário de encerramento das atividades varia. Por isso, melhor se informar sobre isso diretamente no site.

Os ingressos custam 30PLN (cerca de R$ 40,00) de abril a setembro e 20PLN (cerca de R$ 26,00) de outubro a março. Mas há meia entrada para estudantes, idosos e crianças com menos de 3 anos. Além disso, há também, preços promocionais para famílias, por exemplo.

Uma atividade interessante se você está com crianças, é presenciar a alimentação de alguns dos animais, como focas, chimpanzés, pinguins, rinocerontes e diversos outros. Portanto, vale verificar os horários em que isso acontece clicando aqui.

The Villa – a casa da família Zabinski

Você pode visitar o interior da casa dos Zabinski – chamada como The Villa. Mas atenção, pois o tour é guiado e deve ser agendado com antecedência por email ou telefone. Você encontra mais informações no site.

Se você não pretende viajar para a Polônia, eu sugiro que faça o tour virtual para conhecer a casa dos Zabinski. Vale a pena para ter uma noção dos ambientes onde os judeus eram escondidos pela família. Para isso, acesse o link. Você consegue passear pelos cômodos e junto, há uma explicação em inglês sobre fatos de cada local e da época.

Onde encontrar o livro e o filme

Eu li o livro e assisti ao filme sobre o Zoológico de Varsóvia e recomendo de olhos fechados a você. Assim sendo, se você quiser adquirir o livro, basta clicar no link abaixo. Lembrando que você não pagará nada a mais por isso e eu recebo uma comissão da Amazon. Já, o filme homônimo, está disponível para assistir pelo Google play e pela Apple TV.

Deixe um comentário: